domingo, 13 de agosto de 2017

Genocidas e alienados!

Só pode ser a tal da alienação, os EUA, mata por ano, cerca de 500 mil pessoas, maioria inocentes civis em suas guerras de conquistas nas terras dos outros.

Fazem no mundo inteiro o que sua população branca, anglo-saxônica, fez com os indígenas da América do Norte.

Ainda assim, as pessoas no mundo inteiro, aqui no Brasil nem se fala, com coxinhas e afins, aplaudem como nunca os genocidas em potencial o "amo do norte"! Ainda vem alguns para dizer que seria uma maravilha se os Estados Unidos entrassem militarmente na Venezuela!

A Coreia do Norte é uma ameaça mundial, dizem todas as redes de TV, jornais, enfim, a imprensa mundial. Em primeiro lugar, eu nunca ouvi dizer que o regime Norte-Coreano saísse por aí matando e espoliando outros povos. Segundo, a imprensa toda, pertence à classe dos capitalistas, não surpreende seus posicionamentos!

O que também não surpreende é o posicionamento da população,parte dela,  alienadas diariamente por esta imprensa altamente tendenciosa pró-genocídio em larga escala!

O que surpreende de fato é a posição de um setor da classe média, formadora de opinião, que parece anestesiada pelo golpe dado no Brasil, saí por aí dizendo  que o apocalipse está chegando ( ameaça comunista, de novo a mesma história pré-64)
e o Trump, nazista norte-americano, será a salvação da humanidade! Agora eu pergunto, tem salvação pra essa gente?
terça-feira, 1 de agosto de 2017

Constituinte na Venezuela, vitória espetacular do Chavismo e da democracia!





A hipocrisia global das elites financeiras não tem limites, agora atacam ferozmente a Venezuela, com boicotes, manifestações diárias, violência e terrorismo.

Desde quando Hugo Chávez chegou à presidência daquele país, a direita mundial, capitaneada pelos Estados Unidos, tenta barrar o processo da Revolução Bolivariana, através de boicotes e ações internas que chega a possibilidades de uma guerra civil.

Mesmo assim, a vitória eleitoral do Chavismo foi espetacular, “a presidenta do CNE, Tibisay Lucena, afirmou que o processo constituinte teve 41,53% de comparecimento do eleitoral às urnas, totalizando 8.089.320 votantes. “Nosso agradecimento e reconhecimento a todos os venezuelanos, não só àqueles que foram votar, mas inclusive àqueles que não foram, mas também se negaram à violência”, afirmou Lucena”. (Portal Vermelho)

Diferente do Brasil, que também teve o seu governo de cunho popular, mas não enfrentou como vem enfrentando o governo Maduro, tanto a direita local como também a multinacional, o governo Venezuelano, chegou aos pobres dos mais pobres, sempre relegados à extrema pobreza pelas elites locais.

Os vínculos estabelecidos pelas camadas esquecidas pelo estado venezuelano ao longo dos séculos foram muito bem assistidos pelos governos de Chávez e Maduro, através do seu partido, o PSVU e das ações dos grupos bolivarianos criados para serem redes de transmissões destas políticas.

O que alimentou as massas venezuelanas, o que ainda as alimenta, não foram somente ações politicas do estado no acerto da superação da miséria e das conquistas sociais nunca antes vistos. A bem da verdade, os setores mais empobrecidos da população da Venezuela, são aqueles que hoje saem às ruas para protestar a favor do governo, entendendo de forma clara, quanto nocivo são as manifestações da direita golpista local, quanto de retrocesso virá se estes grupos hostis à classe operária ganharem o poder.

Quando o governo Maduro propõe a criação de uma Constituinte, arriscando todo processo de construção de uma Venezuela soberana, próspera para o seu povo, a direita mundial, com seus vassalos, inclusive o lambe botas Aloisio Nunes Ferreira no Brasil (Marighela deve estar se revirando no túmulo), vem chamar um presidente eleito de ditador sanguinário, é de uma hipocrisia sem tamanho!

Mais fácil seria o governo ter proposto mudanças no caráter do estado venezuelano sem passar por crivo de ninguém, de nenhuma força política, mas como de fato, o processo democrático na Venezuela não e nunca foi ditatorial, por isso convocou-se uma Constituinte para se definir como será daqui para frente o estado venezuelano e suas prioridades. Mas do que isso, a Constituinte na Venezuela é um exemplo para o mundo, pelo seu caráter democrático, além dos eleitos pelo povo, representações estudantis, movimentos sociais do campo e da cidade e sindicais terão assento para rediscutir o estado venezuelano.

O medo de ser minoria fez com a direita na Venezuela, utilizando-se dos meios de comunicação local e mundial, utilizando o financiamento direto dos Estados Unidos, promovesse toda esta situação de confrontos e violência para levar a uma situação de caos, ela própria como geradora da violência e de atentados terroristas, esperando inclusive por medidas tresloucadas do governo Donald Trump.

A imprensa mundial distorce tudo, podemos ver isso no Brasil, passam uma imagem de que o governo Maduro é ditatorial, mais isso é uma grande mentira, a toda uma orquestração para derrubar este governo, como fizeram no Brasil, mas não vão conseguir, pela relação direta que os governos bolivarianos conseguiram ter com as mais amplas massas, que não querem mais voltar àquela situação do passado, onde a fome imperava!

Para terminar, a hipocrisia dos que deram o golpe no Brasil, hoje todos eles vêm dizer que na Venezuela se rasgou a constituição, que agora é ditadura e que o governo brasileiro não reconhece a Constituinte.

Óbvio que não reconhecem, até porque foram eles que rasgaram uma Constituição, a nossa, a brasileira, quando fizeram o impeachment da Dilma, sem ela ter cometido crime algum! Ditatoriais são os que nos governam aqui hoje, uma corja de bandidos, quadrilha organizada, covil de maloqueiros que dirige a nação, ainda vem querer dar lição de moral em um governo democrático e legitimo como o da Venezuela, é muita cara de pau!

Quem está levando o Brasil para um estado de exceção são estes que estão no poder, com o apoio do judiciário e da mídia golpista. Quem arrebentou as históricas conquistas trabalhistas e querem acabar com a Previdência social são estes facínoras que estão no poder! Desde quando Temer assumiu, consumado o golpe, que a violência no campo impera, com quase cinquenta assassinatos no campo de Sem Terras.

Este governo brasileiro é ilegal, não o da Venezuela, somente para esclarecer, Maduro foi eleito pelo povo, não tomou o poder pela força, como pode ser comparado a um ditador? Pura mentira e hipocrisia do imperialismo estadunidense e de seus vassalos pelo mundo!
quinta-feira, 13 de julho de 2017

A onda conservadora!



A quadra politica na qual estamos passando é conservadora, reacionária e do ponto da vista da economia é ultraliberal.

Venho dizendo aqui, desde 2013, com a transversalidade dos atos que seriam para barrar os aumentos das passagens dos transportes urbanos, especificamente dos ônibus, que o quadro mudou, é como se a direita e seus tentáculos estivessem à espreita, esperando o momento certo de dar um golpe!

O juiz Sérgio Mouro, há onze anos, escreveu um artigo que falava da Operação Mani Pulite (Operação Mãos Limpas) megainvestigação que aconteceu na Itália nos anos 1990. O juiz de Primeira Instância utiliza os métodos daquela operação, que era condenar sem provas e mais ainda, condenar a política como um todo, este é o manual daquela operação.

Manipulados pela mídia, ávidas por noticias que pudessem colocar em cheque o domínio das esquerdas e o pensamento mais avançado, um consórcio se forma para não somente vencer as eleições de 2014, mas também para destruir e aniquilar uma posição mais progressista  em nosso país.

Apesar de vencermos o processo eleitoral daquele ano, entramos em 2015 sob forte bombardeio midiático que culminou quase dois anos depois com a cassação do mandato de Dilma Rousseff.

O script já estava montado, o mercado deu o golpe, colocar um  marionete no poder era o de menos, observamos os fatos na aprovação da famigerada reforma trabalhista, quando o governo do traidor e conspirador Michel Temer está para cair, mas os senadores, vassalos do mercador e do rentismo aprovaram com folga, sem ligar para
os efeitos danosos da tal reforma, o fim da CLT em nosso país.

O fim das garantias trabalhistas e futuramente a reforma da previdência, parte também deste grande esquema montado de desmonte do estado brasileiro. A condenação de Luís Inácio Lula da Silva também é parte do grande esquema montado pela direita daqui em sociedade com o imperialismo!

A condenação de Lula não é somente um ataque a ale mesmo ou ao seu partido, mas a toda esquerda latino-americana, faz parte do avanço conservador capitaneado pelo imperialismo estadunidense.

Mas este conservadorismo em moda hoje, não é somente por aqui, o mundo hoje vivem estes paradigmas, com grupos xenófobos, fascistas, hordas humanas atravessando o limiar do bom senso, o ódio vai numa crescente assustadora!



Mas não podemos temer, tenho a convicção que somente os movimentos sociais, a classe operária, os trabalhadores do campo, estudantes e os setores avançados da intelectualidade brasileira, têm condições de barrar este avanço conservador, com ações multitudinárias, as ruas são ainda o melhor caminho para barrar a sanha golpista e entreguista de parte da elite brasileira!
sábado, 1 de julho de 2017

A Justiça é cega, mas nem tanto meus caros!



Existe alguma ilusão com o judiciário brasileiro nas circunstâncias atuais ou em qualquer época? Creio que não, a bem da verdade a justiça serve para salvaguardar os interesses das elites dominantes!

Quando um Ministro do STF libera o Aécio Neves para voltar a exercer o mandato de Senador, quando a comprovação de atos ilícitos praticados por ele já se tornaram frequentes, o que dizer mais!

Está mais que comprovado, não entende ou não percebe quem não quer que o impeachment da Dilma Rousseff fosse o maior esquema engendrado na politica brasileira.

Os fatos de ontem comprovam isso, a justiça não é tão cega assim, ela percebe quem são os atores no imenso tabuleiro de xadrez. Mandar soltar o Ex- deputado Rocha Loures, que correu com uma mala com sua mesada semanal de 500 mil reais foi um acinte ao povo brasileiro, vergonha sem tamanho de um judiciário acovardado e partícipe do golpe!

Ricaços embolsam R$ 430,8 bi em juros da dívida pública em 12 meses. 'País tá no rumo, sem governo, com uma agenda neoliberal ultrarradical para beneficiar os grandes empresários. Esta agenda foi concebida na gênese do golpe que seria dado em 2016, Temer com sua popularidade caindo a níveis tão baixos, mas ele não está nem aí, ele tem que pagar ao consórcio golpista, o povo desgraçadamente será o grande punido!

O que dissemina nas redes sociais, na grande guerra travada pelo Brasil oficial, é que a desmoralização da Lava a Jato é obra do PT e de seus aliados comunistas, parece ser surreal isso? Mas de fato é surreal, quem quer acabar com a Lava a Jato é justamente quem deu o golpe, a quadrilha que assaltou o poder neste país tem muito mais conta a acertar com o juiz de Primeira Instância de Curitiba.

De certo a Lava a Jata já perdeu o sentido, porque ela só viu um lado, foi tucano o tempo todo, os fatos recentes não nos deixam outra explicação para que esta operação seja chamada hoje de “Farsa a Jato”. Três anos de investigação e até agora não conseguiu provar nada contra Lula ou Dilma, que foi apeada do cargo por bandidos de disfarçados de deputados e senadores!

É isso, é dose sermos hoje governado por uma corja de malfeitores, vendidos na política ao capital parasitário, serão eles que vão definir os nossos destinos, destinos de nossos filhos! Devemos agregar neste momento, quanto maiores forem os rompimentos na base deste governo impostor e golpista melhor para os movimentos sociais e sindicais. Precisamos ter a capacidade de ampliar o nosso lado, aonde se decidem as coisas da política!



Sem dúvida que as ruas serão sempre um bom termômetro para as mudanças, mas não devemos esquecer que as votações decisivas na luta de classes em nosso país passam ainda em um abiemte hostil a nossa causa, mas é possível vencer se não cairmos no sectarismo doentio!
segunda-feira, 26 de junho de 2017

O mesmo roteiro de ódio e do atraso!





Até quando esperar, até quando ficar parado, parafraseando um pouco a letra de uma das músicas de Gabriel Pensador, para tentar extrair um pouco do que acontece neste país!

Se pegarmos o script e o roteiro desta novela interminável, não tenhamos dúvidas, temos que relembrar 1964, com o golpe militar-civil de 31 de março daquele ano.

Os Estados Unidos com medo de uma nova Cuba na América Latina, com a chamada Guerra Fria em pleno auge, não deixariam um governo mais a esquerda governar este país. Mesmo que João Goulart não fosse um comunista, mas somente pelo fato de ter sido um dos herdeiros do trabalhismo e de sua ala mais radicalizada, o império do norte, aliou-se por aqui com os militares mais conservadores e reacionários, com a imprensa sempre vendida ao capital, mentiram do mesmo jeito que se mentiu nestes dois últimos anos, pronto, lá se foi um projeto nacional de mais autonomia política acabou com a democracia, rasgaram a constituição de 1946, instalou-se o ódio!

A partir de 1969 oficializou-se a barbárie, com os sumiços, torturas nos porões dos Doi-Code, OBAN e casa da morte em Petrópolis. Quem eram estes inimigos do estado e da nação, que tiveram suas cabeças colocadas a prêmio pela ditadura e todo um conjunto de indivíduos ligados ao establishment dos militares? Claro que os comunistas, patriotas, religiosos, nacionalistas e democratas foram alvo da sanha perseguidora e odiosa desta direita mais conservadora e submissa aos ditames do “amo do Norte”! Entre esta escória reacionária estava à imprensa, como as Organizações Globo, Folha de São Paulo, Editora Abril e empresários ligados a FIESP.

Se pegarmos o roteiro daquele golpe, com a diferença hoje em que os militares não estiveram na cabeça do processo (mesmo assim ainda vemos dois ou três malucos fanatizados em frente aos quarteis clamando por uma intervenção militar), o golpe agora foi jurídico, midiático e como sempre a classe média ela pendeu para as posições conservadoras.

A bem da verdade o que motivou 1964 está no cerne da questão em 2016, o problema de fato é que parte das elites entreguistas das nossas riquezas nunca aceitou um papel de maior relevância no embate contra as economias poderosas do mundo, especificamente a dos Estados Unidos.

O que elas gostam de ser na verdade, são sócias minoritárias deste processo, paga o preço da submissão política e econômica, eles nunca mudaram seu caráter de lambe botas do imperialismo. Foi assim na época de Getúlio Vargas, reconhecido estadista, mesmo não tendo uma única vez pisado em solo norte-americano.

A história está ai para mostrar, quem foi que lutou de forma decisiva para construção de uma estatal do Petróleo e de outras riquezas minerais deste país. Desgraçadamente os que eram contra, até hoje sobrevivem incólumes aos processos de luta do povo brasileiro, não são desmascarados como deveriam ser!

Por que voltam a atuar, às vezes com muita força, outras vezes nem tanto, mas sempre impõe suas vontades porque dominam um judiciário corrupto, uma mídia familiar, antidemocrática, que lesa o povo todos os dias com uma programação que ao invés de melhorar culturalmente, pelo contrário, coloca a grande maioria da população idiotizada e alienada.

1964 e 2016 guardam estas similaridades, a de que quando o povo pode ter a esperança de dias melhores, se inventam um monte de coisas, desde a questão moral, passando pelas concepções ideológicas.

Quantos foram às ruas dizer para quem fazia parte dos governos Lula/Dilma para ira para Cuba ou Venezuela, fazer o que eu não sei, mas não bardavam nas ruas isso, não pegou isso na mente das pessoas, como algo verdadeiro? Bom, tenho certeza que muitos que gritavam não sabem nem para que lado fique Cuba ou Venezuela, apenas gritavam pelo massacre midiático que a Rede Globo, Veja ou rádio Jovem Pan (esta rádio é a porta voz do fascismo no Brasil) produziu entre 2015/16.

Muitos daqui, que bradavam o ódio, são os representantes ou continuidade daqueles que foram as ruas em 1964 com “Deus e a Família contra o Comunismo”, esta é a tese! E porque voltaram a assumir este protagonismo político? Por vacilo de quem governava nestes dois períodos, não se deu uma cruzada ao contrário, não agora no ápice da queda, mas desde que esquerda chegou ao poder, para isolar estes setores sempre golpistas. 

Hoje esta turba neo-liberal tenta nos impor duas reformas nocivas, a trabalhista e a previdenciária, se passar no Congresso Nacional, teremos sérios problemas pela frente. Espero que a população brasileira unifique os discursos, o povo quer diretas já, mas temos que derrotar primeiro estas duas propostas, depois nós acertamos as contas contra estes vigaristas que assaltaram o poder! 


Recados foram dados, alertas foram transmitidos, mas para quem achava em cima dos 84% de popularidade que Rede Globo era uma aliada, pagou um preço muito alto.

Ficamos por aqui, mas que 1964, do ponto de vista ideológico eram os mesmo de 1954, quando Getúlio Vargas suicidou-se e são os mesmo hoje, quando deram o golpe de 2016.
quinta-feira, 1 de junho de 2017

Quadrilha que assaltou o poder está desmoralizada! Fora Temer e Diretas Já!



É estarrecedor o que assistimos no cenário político nacional, uma quadrilha muito bem organizada assaltou o poder e tenta pautar uma agenda que atenda o mercado, na tentativa de escravizar os trabalhadores e acabar com qualquer resistência, minando os partidos de esquerda, centrais e sindicatos!

Em um país minimamente sério, com suas instituições funcionando normalmente, sem pressão da mídia e do mercado, Dilma Rousseff não teria caído, não perderia o poder. Nem ela e nem uma concepção de projeto político que começou a ser implementado a partir da posse de Luís Ignácio Lula da Silva em 2003.

Mas a história não é feita do jeito que simplesmente queremos, tem outros atores e grupos sociais que atuam nesta grande avenida, em uma disputa ferrenha, onde a questão central está o poder. Como disse um dia o grande revolucionário russo, um dos homens mais importante da história universal, o comunista e líder da gloriosa Revolução Russa de 1917, Vladimir Lênin , “fora o poder, tudo é ilusão”!

É isso mesmo, existe engendrado na sociedade uma luta renhida entre as classes sociais, de um lado o grande capital, com suas grandes fortunas acumuladas pela superexploração do trabalho. Do outro lado estamos nós, a imensa maioria do povo trabalhador, que pagamos todo o luxo e riqueza destes parasitas.

O que aconteceu no país, com a queda de uma presidenta honesta, dois anos de investigações e não se encontrou nada contra Dilma, com injusta fritura do nome do Lula, numa tentativa desesperada do grande consórcio golpista em liquidar um nome que todos sabem pode vir a governar o país a partir de 2018, faz parte do circo armado por eles mesmos, que envolve mídia, judiciário, mercado, rentismo e toda sorte de políticos vigaristas e ladrões!

Mas enfim, o governo Dilma e o povo, aparentemente foram derrotados em 2016, mas o castelo de areia feito pelo consórcio golpista começa a desmoronar com uma força de um tsunami, todos os dias vemos membros da quadrilha que assaltou o poder, a sucia palaciana, serem desmascarados, com a mídia (ela mesmo, coautora golpista), não tendo como esconder as peripécias dos seus quadrilheiros, os verdadeiros bandidões deste país.

Hoje está claro que o plano engendrado pelo mercado e pele rentismo, com seus sócios no Brasil, não se sabe ao certo quando, mas começado a ser posto em prática em 2013, tinha este objetivo em deslegitimar uma das maiores lideranças do meio popular, que é Luís Ignácio Lula da Silva. Depois de Getúlio Vargas, com certeza é Lula que vai encarnar esta relação com as massas, isso as nossas elites não tolera, uma parte desta elite sempre conspirou nas caladas da noite!

Outro mote que começou em 2013 foi o da anti-politica, nenhum partido presta, são todos iguais, fora todos! Estas palavras de ordem estiveram no centro dos atos daquele ano, pasmem que setores de esquerda (geralmente ultras), concordavam com tudo isso, fazendo o jogo bárbaro da direita mais reacionária. Se estes ultras, metidos a revolucionários, não foram os que derrubaram Dilma, mas com certeza tem o dedo irresponsável de suas posições em engrossar o cordão de fascistas e afins.

Esse caldo todo, formado ainda em 2013, culminou nesta crise atual, eles pensaram que de um golpe só, resolvia todos os problemas, que enquadrava todo mundo, achavam que desmoralizaria as esquerdas e o movimento sindical! Ledo engano, os movimentos sociais, resiste como nunca resistiu, o 24 de maio com o “Ocupa Brasília”, foi apenas o começo da luta. A consigna Fora Temer e Diretas Já é correta e atual, temos que ampliar com todos aqueles que queiram barrar as reformas e não concordam com o golpe do ano passado, só assim a sociedade como um todo nos apoiará na hora decisiva!







segunda-feira, 22 de maio de 2017

Equador soberano!



Atitude do Equador mostra claramente o porquê dos EUA querem dar golpes pela América Latina! A grande maioria da população acaba sendo ganha pela propaganda enganosa da mídia hegemônica, que se apega em um falso moralismo para fazer denúncias contra governos progressistas de esquerda. Todas as denúncias têm que ser apuradas e ser for comprovado o fato, quem roubou tem que ir para a cadeia, que fique claro isso!

Governos como os de Honduras, Paraguai e o Brasil sofreram o mesmo tipo de golpe, se apegando em valores morais, escondendo de fato o que está por trás na nova correlação de forças e posicionamentos ideológicos na por aqui na América Latina e que deixa os Estados Unidos extremamente preocupados.

Uruguai, Bolívia, Chile, Equador, Nicarágua, El Salvador, Venezuela são governados pela esquerda progressista, de luta com um enraizamento popular muito grande, isso incomoda a direita mais reacionária de cada país, que em última análise são sócios menores do capitalismo mundial!

Na verdade estes setores mais a direita no espectro político apenas toleram os governos estabelecidos em seus respectivos países, mas não vacilam um só segundo em se juntar aos capitalistas a nível mundial, principalmente os Estados Unidos, para solapar a democracia, fantasiando uma série de situações quando emparedam os governos de plantão, para consumar o golpe político, com novo verniz, dizendo que é o jogo da democracia, pura mentira deslavada!

Ainda bem que resistimos de várias formas, com governos de linha progressistas, aonde temos várias diferenças, mas não podemos deixar de reconhecer o seu caráter avançado para uma determinada época aqui em nossa querida América Latina.



Quem podia imaginar que poderíamos governar tantos países de uma só vez por aqui, se na década de 1980 na sua grande maioria estávamos saindo de ditaduras militares extremamente sanguinárias. Só foi possível com o poder popular, com ele temos que ficar ligados, para garantir mais avanços sociais e mais democracia para as massas!





O governo do Equador, mesmo tendo suas vicissitudes, assumiu uma posição de coragem, enfrentou a pressão daquele que quer ser o delegado do mundo, garantiu à sobrevivência de Julian Assange, isso nós todos independentes do posicionamento político, temos que considerar!