quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Venezuela mostra o caminho!



A vitória acachapante do Bolivarianismo nas eleições democráticas da Venezuela, domingo passado, mostrou claramente qual o papel nocivo cumpre a imprensa no Brasil, mas também em boa parte do mundo atual.

Quem não lembra alguns meses atrás, Nicolas Maduro, representando o legado de Hugo Chávez, aquele que teve a incumbência de dar continuidade à obra de inclusão social naquele país, foi pintado como louco, ditador sanguinário, estaria levando a Venezuela para o caos!

Quando ligávamos a TV por aqui, seja em sinal aberto ou fechado, nos jornais específicos, tinha analista para todos os gostos, dizendo até que os Estados Unidos (o patrão dessa gente) estaria para invadir o país, tudo começaria pela Amazônia brasileira, com o capacho do Temer fazendo o papel de abre portas para os marines!

O caos foi implantado na Venezuela como fora aqui no Brasil, à diferença é que na República Bolivariana, o povo está sendo educado, ele sabe qual o governo fez melhorar as suas vidas!

Aqui no Brasil, lembram, com tantas conquistas sociais, mas parte do povo virou as costas para o seu próprio governo, muito porque os governos Lula/Dilma, não teve a capacidade de se aproximar das massas e dizer para elas que as conquistas sociais era parte do governo que estava no Planalto, não apenas dádivas caídas do céu!

Pois foi essa a grande diferença com a Venezuela, ou pelo menos tem sido até agora, com o povo defendendo um governo que é realmente seu, com as Forças Armadas defendendo o ideário governista.

Existe oposição na Venezuela, claro que existe, oposição de direita, historicamente mais golpista que a brasileira, mas hoje está momentaneamente desmoralizada, são considerados entreguistas, vendilhões da Pátria Venezuelana!

Nas eleições de domingo, para governador de 22 estados, o Bolivarianismo venceu em 17 deles. 

Depois de uma colossal campanha midiática mundial contrária as conquistas sociais na Venezuela, campanha pró-imperialista Norte-Americana, o governo Maduro venceu de forma avassaladora a todos e a tudo, principalmente a  dita oposição traidora, aliada incondicional dos interesses maléficos dos Estados Unidos!



terça-feira, 26 de setembro de 2017

Sinais dos tempos!



De que estamos falando na atualidade, de conservadorismos e afins, com pautas econômicas que não visam à inclusão social, pelo contrário, expõe de forma clara uma posição para lá de preconceituosa de nossa elite, vivem no século XXI, mas raciocinam como estivesse no século XIX.

Como o golpe de 2016, quando uma presidenta legitimamente eleita foi apeada do poder, por forças politicas que entrelaçam pensamentos oportunistas, vigarice institucionalizada, com o pensamento conservador hipócrita, vem aos poucos retirando o país do progresso social e de mais conquistas democráticas.

Impressiona os discursos nas chamadas redes sociais, outro dia, um desses cantores “sertanejos”, disse que não houve ditadura militar no Brasil, porque ele e nem sua família foram incomodados com os militares no poder.

Ele talvez, por sua ignorância política ou pelo fato de ser um conservador nato, que cantarola musica com letras duvidosas, não saiba que quase quinhentos brasileiros foram assassinados no período de 21 anos de arbítrio. Outros milhares foram presos e torturados, física e psicologicamente, mas como se diz aqui no Nordeste, pimenta nos outros é refresco!

Se o indigitado tivesse ido para o pau de arara, talvez não falasse e propagasse as besteiras que andou falando em uma entrevista no programa de TV.

Mas esse caso não é isolado, outros seguimentos da sociedade brasileira começam a ter um viés conservador e autoritário, principalmente ligados a classe média, com uma intolerância sem tamanho contra todas as minorias deste país.

Sinais dos tempos, o que era progressivo pós-ditadura, passa agora ser execrado por parte de segmentos médios da sociedade. Hoje, com advento frenético das interações virtuais, vemos uma festival de posições atrasadas, conservadoras, chegando bem perto do pensamento fascista.

Pessoas com idade ainda precoce, não entendendo quase nada da política, defendendo posições xenófobas, homofóbicas, racistas e preconceituosas. Vitimas da proliferação descontrolado das redes sociais, permissivas em muitos casos, pela reação da mídia conservadora e golpista, que propagam aqui e alhures que o nazismo foi de esquerda, forma um pensamento de aparência apolítica, mas que no fundo tem uma posição ideológica bastante firme em querer desmoralizar o pensamento mais avançado da sociedade, que é o pensamento mais a esquerda, jogando na vala comum da história toda a sua contribuição para os avanços tecnológicos, social e humano deste país.

Sempre foi complicado para este nossa elite tacanha, decadente, ver a aproximação social dos de baixo, aqueles que viveram sempre a sombra das possibilidades concretas, vitimas sempre da exploração escravista, os que foram sempre humilhados por um punhado de ricos e exploradores!

Jamais aceitariam de bom grado dividir o mesmo avião, o mesmo aeroporto, o mesmo restaurante, a madame e sua diarista, isso é coisa demais da conta para essa elite que anda com os pés aqui, mas a cabeça estará sempre na 5º Avenida ou na Champs Élysées, não permitiriam esta afronta, na lógica deles, jamais!





quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Nossa soberania nacional privatizada!



A irresponsabilidade de tirar uma presidente eleita com 54 milhões de votos, sem um motivo concreto, não há provas contra Dilma, mesmo depois de várias investigações, tem levado este país ao descalabro financeiro, a um caos social sem precedentes!

Agora anunciam um pacote de privatizações, até a Casa da Moeda vai entrar no bolo, um verdadeiro atentado à soberania nacional!

Com relação a Eletrobrás, uma empresa estratégica para a questão da soberania nacional quer vender, ainda por cima quase de graça, outro atentado a nossa soberania.

Nos EUA e na China, empresas de energias, similares a nossa estatal, construída com o suor do povo brasileiro, por exemplo, é protegida respectivamente por seus exércitos, tal a importância que eles dão a questão energética, para estes países citados, energia, seja ela qual for, é uma questão de estado e de defesa nacional!

Vamos entregar nossas estatais praticamente de bandeja para o estrangeiro, o governo Temer, como pagamento de ter ganhado a presidência, paga sem consultar o povo, as nossas riquezas, sem nenhum pudor!

Bem antes de termos uma estatal que controlasse as riquezas naturais do país, se pegarmos o exemplo da energia elétrica, as empresas que controlavam o setor, vou falar aqui do Nordeste, em comunidades pequenas ela nem chegava, a luz era de candeeiro ou a diesel, ligava-se um motor, das 18horas até às 22 horas, isso era muito comum, não havia empreendimento para gerar dignidade ao povo, o excencial para eles era o lucro!

Na Argentina, onde o retrocesso acontece também com o entreguista Macri, depois que privatizaram o setor elétrico de lá, o aumento já chegou a mais de 700%, penalizando os mais pobres.

O fundamental que está ficando claro para a população, que o golpe dado no Brasil, tem um objetivo, privatizar até a nossa soberania, esse é o interesse mais claro do rentismo parasitário, que não faz produzir nada, apenas lucrar!

Quem governa a Nação não é Michel Temer, ela é apenas uma marionete do grande capital especulativo, quem governa são os grandes capitalistas internacionais, associados aos capitalistas locais, embora sejam sócios minoritários, pagam o preço do servilismo mais decadente.

O projeto político e econômico derrotado em 2014 conseguiram com a traição de setores governistas, entre deputados, partidos e até o Vice-Presidente da República, associados aos meios de comunicação sempre golpistas e contra os interesses do povo, lançar uma cruzada denuncista, que culminou com o apoio a operação Lava a Jato.



De uma hora para outra, entramos num período aonde prevalecem o ódio e a divisão da sociedade brasileira, que busca atordoada novas perspectivas de saída de uma crise que não foi gerada por ela!

Avante Camaradas!



Quando em 1945, os aliados, vencem a 2º Guerra Mundial, a União Soviética sai com enorme prestigio, fazendo com que o Partido Comunista do Brasil (PCB) fizesse nas eleições constituintes daquele ano no Brasil, quinze deputados federais, um senador e aqui em Alagoas, três deputados estaduais. Quem quiser dar uma olhada em um vídeo, que mostra um comício do grande líder comunista à época, Luiz Carlos Prestes, no estádio do Pacaembu em São Paulo, vai ver o prestígio do partido e do grande líder comunista.

É apenas uma parte do seu discurso, mas mostra o crescimento do partido. Infelizmente a luta politica no Brasil e no mundo, principalmente os acontecimentos do 20º Congresso do PCUS (Partido Comunista da União Soviética), em 1956, determinará um rompimento entre aqueles que construíam uma perspectiva de uma nova sociedade.

A partir destes acontecimentos, em 1961, surgirá o Partido Comunista Brasileiro, que ficará com a sigla até então usada pelo Partido Comunista do Brasil, fundado em 1922.

Grande contribuição deu neste período o grupo dos cem, liderados por João Amazonas, Pedro Pomar e Mauricio Grabois, que não concordam com esta concepção reducionista do marxismo e do leninismo, da liquidação do Partido Comunista do Brasil.

Continuar construindo o partido de 1922 foi a grande ousadia revolucionária do Século XX, por parte dos camaradas que não abaixaram a cabeça para a conciliação de classe em nosso país!

Hoje estes setores reformistas ainda existem, os chamados renegados do marxismo ainda conseguem sobreviver, principalmente os chamados da falsa esquerda, que adora um belo discurso moral, muitas vezes se parecendo com os evangélicos norte-americanos.

A casos de que muitos destes líderes, que diz que são a esquerda mais combativa, não consegue defender minimamente uma saída para a crise atual, se fecham em si próprios, não dialogam com o povo e nem se faz entender por eles, vivem eternamente numa posição confortável da crítica aos setores consequentes da esquerda brasileira, entre os quais se encontra o PC do B, alvo preferencial de ataques dos revisionistas da modernidade, travestidos de uma visão multicultural.

Em regra os partidos comunistas são transgressores de regras (não todos é bem verdade), mas o imperativo das necessidades históricas das mudanças, a marcha vitoriosa da humanidade rumo a novo patamar, faz dos partidos comunistas e dos comunistas alvos preferenciais de orquestrações de toda ordem para tentar barrar estes avanços.

O mais importante, é que no fundo, estes setores esquerdistas, com um discurso radicaloides, não querem transformação alguma, querem que o capitalismo continue mandando de fato, principalmente com suas ideologias retrogradas, fazendo com que as massas laboriosas continuem sendo esmagada.

Estes setores ultra esquerdistas, jogam no atraso da sociedade, rompem de vez com qualquer perspectiva de transformação social, até por que o discurso está mais próximo do populismo conservador do que qualquer outra coisa.

Mas a marcha da história é implacável, a reorganização do movimento comunista internacional nos mostra que esta batalha ainda está em disputa, à luta pela emancipação humana está apenas começando, avante camaradas!





domingo, 13 de agosto de 2017

Genocidas e alienados!

Só pode ser a tal da alienação, os EUA, mata por ano, cerca de 500 mil pessoas, maioria inocentes civis em suas guerras de conquistas nas terras dos outros.

Fazem no mundo inteiro o que sua população branca, anglo-saxônica, fez com os indígenas da América do Norte.

Ainda assim, as pessoas no mundo inteiro, aqui no Brasil nem se fala, com coxinhas e afins, aplaudem como nunca os genocidas em potencial o "amo do norte"! Ainda vem alguns para dizer que seria uma maravilha se os Estados Unidos entrassem militarmente na Venezuela!

A Coreia do Norte é uma ameaça mundial, dizem todas as redes de TV, jornais, enfim, a imprensa mundial. Em primeiro lugar, eu nunca ouvi dizer que o regime Norte-Coreano saísse por aí matando e espoliando outros povos. Segundo, a imprensa toda, pertence à classe dos capitalistas, não surpreende seus posicionamentos!

O que também não surpreende é o posicionamento da população,parte dela,  alienadas diariamente por esta imprensa altamente tendenciosa pró-genocídio em larga escala!

O que surpreende de fato é a posição de um setor da classe média, formadora de opinião, que parece anestesiada pelo golpe dado no Brasil, saí por aí dizendo  que o apocalipse está chegando ( ameaça comunista, de novo a mesma história pré-64)
e o Trump, nazista norte-americano, será a salvação da humanidade! Agora eu pergunto, tem salvação pra essa gente?
terça-feira, 1 de agosto de 2017

Constituinte na Venezuela, vitória espetacular do Chavismo e da democracia!





A hipocrisia global das elites financeiras não tem limites, agora atacam ferozmente a Venezuela, com boicotes, manifestações diárias, violência e terrorismo.

Desde quando Hugo Chávez chegou à presidência daquele país, a direita mundial, capitaneada pelos Estados Unidos, tenta barrar o processo da Revolução Bolivariana, através de boicotes e ações internas que chega a possibilidades de uma guerra civil.

Mesmo assim, a vitória eleitoral do Chavismo foi espetacular, “a presidenta do CNE, Tibisay Lucena, afirmou que o processo constituinte teve 41,53% de comparecimento do eleitoral às urnas, totalizando 8.089.320 votantes. “Nosso agradecimento e reconhecimento a todos os venezuelanos, não só àqueles que foram votar, mas inclusive àqueles que não foram, mas também se negaram à violência”, afirmou Lucena”. (Portal Vermelho)

Diferente do Brasil, que também teve o seu governo de cunho popular, mas não enfrentou como vem enfrentando o governo Maduro, tanto a direita local como também a multinacional, o governo Venezuelano, chegou aos pobres dos mais pobres, sempre relegados à extrema pobreza pelas elites locais.

Os vínculos estabelecidos pelas camadas esquecidas pelo estado venezuelano ao longo dos séculos foram muito bem assistidos pelos governos de Chávez e Maduro, através do seu partido, o PSVU e das ações dos grupos bolivarianos criados para serem redes de transmissões destas políticas.

O que alimentou as massas venezuelanas, o que ainda as alimenta, não foram somente ações politicas do estado no acerto da superação da miséria e das conquistas sociais nunca antes vistos. A bem da verdade, os setores mais empobrecidos da população da Venezuela, são aqueles que hoje saem às ruas para protestar a favor do governo, entendendo de forma clara, quanto nocivo são as manifestações da direita golpista local, quanto de retrocesso virá se estes grupos hostis à classe operária ganharem o poder.

Quando o governo Maduro propõe a criação de uma Constituinte, arriscando todo processo de construção de uma Venezuela soberana, próspera para o seu povo, a direita mundial, com seus vassalos, inclusive o lambe botas Aloisio Nunes Ferreira no Brasil (Marighela deve estar se revirando no túmulo), vem chamar um presidente eleito de ditador sanguinário, é de uma hipocrisia sem tamanho!

Mais fácil seria o governo ter proposto mudanças no caráter do estado venezuelano sem passar por crivo de ninguém, de nenhuma força política, mas como de fato, o processo democrático na Venezuela não e nunca foi ditatorial, por isso convocou-se uma Constituinte para se definir como será daqui para frente o estado venezuelano e suas prioridades. Mas do que isso, a Constituinte na Venezuela é um exemplo para o mundo, pelo seu caráter democrático, além dos eleitos pelo povo, representações estudantis, movimentos sociais do campo e da cidade e sindicais terão assento para rediscutir o estado venezuelano.

O medo de ser minoria fez com a direita na Venezuela, utilizando-se dos meios de comunicação local e mundial, utilizando o financiamento direto dos Estados Unidos, promovesse toda esta situação de confrontos e violência para levar a uma situação de caos, ela própria como geradora da violência e de atentados terroristas, esperando inclusive por medidas tresloucadas do governo Donald Trump.

A imprensa mundial distorce tudo, podemos ver isso no Brasil, passam uma imagem de que o governo Maduro é ditatorial, mais isso é uma grande mentira, a toda uma orquestração para derrubar este governo, como fizeram no Brasil, mas não vão conseguir, pela relação direta que os governos bolivarianos conseguiram ter com as mais amplas massas, que não querem mais voltar àquela situação do passado, onde a fome imperava!

Para terminar, a hipocrisia dos que deram o golpe no Brasil, hoje todos eles vêm dizer que na Venezuela se rasgou a constituição, que agora é ditadura e que o governo brasileiro não reconhece a Constituinte.

Óbvio que não reconhecem, até porque foram eles que rasgaram uma Constituição, a nossa, a brasileira, quando fizeram o impeachment da Dilma, sem ela ter cometido crime algum! Ditatoriais são os que nos governam aqui hoje, uma corja de bandidos, quadrilha organizada, covil de maloqueiros que dirige a nação, ainda vem querer dar lição de moral em um governo democrático e legitimo como o da Venezuela, é muita cara de pau!

Quem está levando o Brasil para um estado de exceção são estes que estão no poder, com o apoio do judiciário e da mídia golpista. Quem arrebentou as históricas conquistas trabalhistas e querem acabar com a Previdência social são estes facínoras que estão no poder! Desde quando Temer assumiu, consumado o golpe, que a violência no campo impera, com quase cinquenta assassinatos no campo de Sem Terras.

Este governo brasileiro é ilegal, não o da Venezuela, somente para esclarecer, Maduro foi eleito pelo povo, não tomou o poder pela força, como pode ser comparado a um ditador? Pura mentira e hipocrisia do imperialismo estadunidense e de seus vassalos pelo mundo!
quinta-feira, 13 de julho de 2017

A onda conservadora!



A quadra politica na qual estamos passando é conservadora, reacionária e do ponto da vista da economia é ultraliberal.

Venho dizendo aqui, desde 2013, com a transversalidade dos atos que seriam para barrar os aumentos das passagens dos transportes urbanos, especificamente dos ônibus, que o quadro mudou, é como se a direita e seus tentáculos estivessem à espreita, esperando o momento certo de dar um golpe!

O juiz Sérgio Mouro, há onze anos, escreveu um artigo que falava da Operação Mani Pulite (Operação Mãos Limpas) megainvestigação que aconteceu na Itália nos anos 1990. O juiz de Primeira Instância utiliza os métodos daquela operação, que era condenar sem provas e mais ainda, condenar a política como um todo, este é o manual daquela operação.

Manipulados pela mídia, ávidas por noticias que pudessem colocar em cheque o domínio das esquerdas e o pensamento mais avançado, um consórcio se forma para não somente vencer as eleições de 2014, mas também para destruir e aniquilar uma posição mais progressista  em nosso país.

Apesar de vencermos o processo eleitoral daquele ano, entramos em 2015 sob forte bombardeio midiático que culminou quase dois anos depois com a cassação do mandato de Dilma Rousseff.

O script já estava montado, o mercado deu o golpe, colocar um  marionete no poder era o de menos, observamos os fatos na aprovação da famigerada reforma trabalhista, quando o governo do traidor e conspirador Michel Temer está para cair, mas os senadores, vassalos do mercador e do rentismo aprovaram com folga, sem ligar para
os efeitos danosos da tal reforma, o fim da CLT em nosso país.

O fim das garantias trabalhistas e futuramente a reforma da previdência, parte também deste grande esquema montado de desmonte do estado brasileiro. A condenação de Luís Inácio Lula da Silva também é parte do grande esquema montado pela direita daqui em sociedade com o imperialismo!

A condenação de Lula não é somente um ataque a ale mesmo ou ao seu partido, mas a toda esquerda latino-americana, faz parte do avanço conservador capitaneado pelo imperialismo estadunidense.

Mas este conservadorismo em moda hoje, não é somente por aqui, o mundo hoje vivem estes paradigmas, com grupos xenófobos, fascistas, hordas humanas atravessando o limiar do bom senso, o ódio vai numa crescente assustadora!



Mas não podemos temer, tenho a convicção que somente os movimentos sociais, a classe operária, os trabalhadores do campo, estudantes e os setores avançados da intelectualidade brasileira, têm condições de barrar este avanço conservador, com ações multitudinárias, as ruas são ainda o melhor caminho para barrar a sanha golpista e entreguista de parte da elite brasileira!